Magic City é um dos primeiros parques do Brasil a aceitar o Pix e oferecer parcelamento diferenciado ao público

0

Pagamentos em até 10 segundos e feitos pela palma na mão: de olho nas novas tecnologias, o complexo de lazer Magic City, em Suzano – SP, é um dos primeiros parques do Brasil a aceitar o Pix para pagamentos. Inicialmente, o recurso é válido para compras de ingressos e reservas de hospedagem realizadas diretamente em sua plataforma de vendas online (www.magiccity.com.br). Em breve, o modelo também será aceito nas áreas internas, como restaurantes e quiosques. 

O pagamento ficou mais simples. Compras de ingressos e reservas de hospedagem no Magic City podem ser feitas através do smartphone ou qualquer outro dispositivo conectado à internet. No momento de finalizar a compra ou a reserva, o cliente precisa apenas selecionar a opção Pix que fica na aba de pagamentos, e em poucos segundos, ele recebe a confirmação da compra. 

O parque pretende extinguir a opção de pagamento via boleto, já que o método Pix, funciona 24 horas por dia, inclusive nos finais de semana e feriados e possui rápida aprovação. 

“A tecnologia é um aliado na diversão e queremos sempre tornar mais fácil e acessível para nosso cliente. Estamos atentos para mudanças que trazem tantas facilidades para todos e para esse ano, vamos inovar ainda mais”, comenta Diogo Sousa, diretor comercial e de marketing do Magic City. 

Outra novidade apresentada pelo Magic City, foi a flexibilidade do parcelamento no cartão de crédito. Agora, pode ser feita em até cinco vezes para ingresso e até 10 vezes para hospedagem, ambas sem juros.

Modernização das catracas
O parque também modernizou as catracas de acesso. Agora, é possível realizar a leitura dos vouchers diretamente no celular, reduzindo a necessidade de impressões em papel. “Todos os nossos esforços estão voltados para o benefício dos nossos visitantes e preservação do meio ambiente. Reduzir o consumo de papel é uma entre as várias ações que temos adotado em prol da natureza como reuso da água, instalação de placas fotovoltaicas nas pousadas, plantio de árvores e outras medidas.”, conta Diogo Sousa.

Leave A Reply

Your email address will not be published.