DR. BRUNO GRANIERI RECOMENDA A ABDOMINOPLASTIA PARA CORREÇÃO DA FLACIDEZ INTENSA DO ABDOME

0

A flacidez do abdome é uma questão que influencia a vida de diversas pessoas pelo incômodo que ela gera. Naturalmente, pacientes que tiveram filhos ou perderam uma grande quantidade de peso, evoluem com essa condição. Mas, para quem acha que é necessário conviver com elas pelo resto da vida, está completamente equivocado. Apesar do grande avanço tecnológico com o surgimento do laser, Vaser, Renuvion e Bodytite, eles ainda não substituem inteiramente a cirurgia de retirada de pele, especialmente na região abdominal.

Quando a flacidez é intensa, é indicada a abdominoplastia, onde toda a pele entre o umbigo e a cicatriz da cesária é removida. Nela é feita a correção da flacidez muscular e reconstituição do umbigo. Atualmente, após a realização da abdominoplastia, o umbigo acaba ficando por vezes mais natural que o anterior, com cicatrizes escondidas.

Na circunstância de pouca flacidez, pode ser feito o chamado mini abdome, no qual é retirado um fuso de pele da região inferior do abdome, podendo ou não estar associado a plicatura — correção da flacidez muscular. A cicatriz é um pouco maior que a da cesária, mas apesar disso, não atrapalha a vida de quem a faz, uma vez que fica escondida dentro das roupas de banho e calças, permitindo o uso de biquínis sem que a marca seja percebida. Uma vantagem é a de conservar o umbigo original do paciente.

Cuidados Intensos

O pós-operatório é intenso e tem duração média de 21 dias, sendo os 15 primeiros os mais importantes com apenas uma posição de dormir e caminhar semi fletida — dobrada com as mãos no joelho.

Serviço:

Dr. Bruno Granieri (CRM GO 12247 – RQE 7959)

Cirurgião Plástico e Membro Titular da SBCP

Agendamento de consultas: (62) 3932-1214

WhatsApp 62 981472060

Acompanhe no Instagram: www.instagram.com/drbrunogranieri

Imprensa concedida por: Roberta Nuñez – RN Assessoria Imprensa

Deixe uma resposta

Nota antes do formulário de comentário